Canal Comunitário
Quinta, 30 de Março de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Favelas do Rio deverão receber mais recursos com o PAC 2
Em nova data, Seminário ImPACto Rio 2 avalia resultados da primeira fase do PAC e debate investimentos e obras previstas para o PAC 2
Favelas do Rio deverão receber mais recursos com o PAC 2

Vistas dos morros Chapéu Mangueira e da Babilônia, comunidades cotadas para receberem benefícios do PAC 2

Pelo menos mais 11 comunidades ou complexos de favelas do Rio, além das já beneficiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), já têm projetos de urbanização e infraestrutura prontos ou semiprontos para entrar na fila dos recursos do PAC 2, que concorrem a fatia do R$ 1,59 trilhão anunciado pelo presidente Lula. A expectativa é de que o estado do Rio receba cerca de R$ 3,5 bilhões. Além das novas áreas, também serão contemplados o Complexo do Alemão, Manguinhos, Rocinha e Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, cujas obras do PAC 1 deverão estar concluídas em dezembro.

Dois anos depois de lançadas, é hora de conferir os resultados das obras do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – no Rio de Janeiro e analisar as oportunidades de investimentos e avanços sociais e tecnológicos que as próximas intervenções do Programa vão gerar. É com esse objetivo que será realizada a segunda edição do seminário ImPACto Rio, que vai acontecer em nova data (dias 17 e 18 de novembro), no Rio. Para discutir as obras, suas dificuldades, realizações e sucessos, a Planeja & Informa Comunicação e Marketing convidou várias personalidades do poder público e os consórcios que estão tocando as obras no estado, além de profissionais e fornecedores que atuam no setor de construção, projetos, materiais e equipamentos.

A programação prevê palestras e painéis envolvendo as obras desenvolvidas nas favelas do Rio (Complexo do Alemão, Manguinhos, Rocinha e Cantagalo, Pavão-Pavãozinho), além do Arco Rodoviário e o Programa de drenagem que o governo do Estado está desenvolvendo na Baixada Fluminense, intitulado Projeto Iguaçu, através do Instituto Estadual do Ambiente (INEA). Além dos avanços sociais gerados pelas obras do PAC, o evento vai reunir os consórcios responsáveis pela execução das obras, entre as quais grandes empresas como a OAS, Carioca Engenharia, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, Odebrecht e outras.



Fonte: Portal Fator Brasil / Foto: Blog Chapéu Mangueira e Babilônia
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados