Canal Comunitário
Quarta, 18 de Outubro de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Roça Folia 2011 redesenhou o carnaval de rua da Rocinha
Com presença maior de crianças e famílias inteiras, a micareta da Rocinha foi um sucesso. Até o abadá foi melhor produzido. Ao invés de anônimas bandas de fora, artistas da comunidade tiveram espaço
 Roça Folia 2011 redesenhou o carnaval de rua da Rocinha Roça Folia 2011: só alegria. Fotos: Divulgação

A micareta idealizada pelo Cabeça do Futivôley no carnaval 2008, e que teve concentração na praia de São Conrado com trio elétrico, corda, abadá concorrido e tudo mais, foi se moldando no decorrer dos anos e mudou pra melhor. Com o modelo mais light de hoje e sobretudo pela falta do espaço tradicional que os foliões perderam na Fundação, pode-se dizer que o carnaval de rua que aconteceu no CIEP Bento Rubião esse ano, teve cunho bem mais familiar, e ainda privilegiou os artistas da comunidade. Neste ponto os organizadores estão de parabéns.

Rocinha.org não participou da produção do carnaval do povo como nos últimos anos em que o saudoso vereador Claudinho da Academia chamou a responsabilidade para si e deu ao povo excelente opção de entretenimento. Isso ocorreu talvez até pela falta do próprio. Mas, as associações de moradores e parceiros que desenvolveram a festa foram felizes no produto final.

Na extensa galeria de fotos que postamos no portal, pudemos notar a preseça de mulheres bonitas, gringos, jovens embalados pela euforia da idade, muitos casais e familiares juntos. A julgar pelo comportameto do líder comunitário Vanderlan Barros (foto), mais conhecido como Feijão, pode-se notar a mudança de ares do Roça Folia. O presidente da AMABB organizou trenzinho com a criançada, brincou de guerra de espuma, usou peruca, se embrenhou no meio do povo sempre a sorrir, beijou a mulher, falou ao microfone, participou... Em alguns momentos lembrou o querido Claudinho.

É bem verdade que a Rocinha perdeu aquele maravilhoso espaço que tinha na Curva do Esse, mas, isso também não fez falta. A área do Brizolão, o pátio de uma escola pública, é bem mais familiar e foi bem explorada. Sem contar que não perdemos nada, ganhamos, um moderníssimo hospital. Isso nem se discute.

Dissecando as atrações, das gostosíssimas mulheres de preto e cinta liga que dançaram ao palco e deixaram marmanjos babando até hoje, até a voz aveludada e talentosa de Renato da Rocinha, foi grata surpresa pro povão. A bateria de mestre Pato Rocco fez a galera sacudir, assim como o já conhecido DJ Jota Efe e seu fiel escudeiro Vinny. O grupo Nossa Raiz também foi pedra noventa, como sempre. E aquela Mulher Maracujá? O que é aquilo? E as coelhinhas? Na boca de ferro, a energia natural de Fernandes Jr e sua muvuka bem organizada. Tudo em nome da alegria. Pra não dizer que não teve nehuma bola fora, o som, deixou a desejar. Isso acabou atrapalhando a performance de alguns artistas.

Nas inúmeras fotos qe documentaram o evento, tinham muitos cidadãos mais alegres que o normal. Tirando os gays cuja alegria a gente já conhece, o resto parece que dá pra colocar na conta da Itaipava. E haja Itaipava pra esse povo.

Mesmo ignorando este velho portal, o Roça Folia 2011, a nossa micareta oficial, foi sensacional...


Fonte: Da Redação Rocinha.org / Ocimar Santos
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados