Canal Comunitário
Domingo, 22 de Setembro de 2019
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Rocinha participa do carnaval de San Luis, na Argentina
A escola da Borboleta participará da segunda edição do "Carnaval do Rio em San Luis", na província de mesmo nome, no centro-oeste argentino nesta sexta e sábado (25 e 26/03)
 Rocinha participa do carnaval de San Luis, na Argentina A Acadêmicos da Rocinha fará a sua estreia no carnaval argentino. Dois mil sambistas cariocas, selecionados dentre as agremiações dos grupos Especial e do Acesso A, participarão de um desfile carnavalesco nos mesmos moldes do espetáculo na Marquês de Sapucaí. Trata-se do maior desfile de carnaval realizado por brasileiros fora do Brasil.

A Acadêmicos da Rocinha fará a sua estreia no carnaval argentino. Dois mil sambistas cariocas, selecionados dentre as agremiações dos grupos Especial e do Acesso A, participarão de um desfile carnavalesco nos mesmos moldes do espetáculo na Marquês de Sapucaí. Trata-se do maior desfile de carnaval realizado por brasileiros fora do Brasil.

Divididos em duas "escolas de samba", os sambistas desfilarão com as fantasias, que foram usadas em suas respectivas escolas de samba no carnaval de 2011. Os enredos foram desenvolvidos pelos carnavalescos Milton Cunha e Jorge Caribé. O primeiro falará sobre meio ambiente e o segundo, sobre tecnologia.

Cada "agremiação" contará ainda com a participação de 250 foliões argentinos, recrutados na própria província de San Luis. Os foliões "puntanos", como são chamados os nativos da região, se preparam durante meses, recebendo aulas de samba no pé com passistas do Rio de Janeiro. Além disso, um concurso local escolhe a rainha do carnaval de San Luis, que desfila como destaque. Os carnavalescos brasileiros também criaram um carro alegórico para cada uma das escolas.

As escolas de samba formadas por alas e segmentos das diversas agremiações cariocas reúnem uma verdadeira seleção de sambistas. As baterias , por exemplo, são comandadas por Mestre Átila, da Vila Isabel, e Mestre Marcone, da Imperatriz Leopoldinense.

À frente dos ritmistas, desfilam como rainhas de bateria as consagradas Viviane Araújo, do Salgueiro, e Quitéria Chagas, que foi rainha de bateria do Império Serrano durante anos e, no último desfile, passou pela Sapucaí como musa da Unidos de Vila Isabel. Este é o segundo ano de Viviane à frente da bateria de Mestre Átila, na Argentina, enquanto Quitéria fará sua estreia.

Governo faz grande investimento

O primeiro ‘Carnaval do Rio em San Luis’ aconteceu no ano passado, quando mil sambistas partiram do Rio para desfilar na província argentina, com um enredo que celebrou o bicentenário da revolução argentina. De acordo com o governador da província, Alberto Rodríguez Sáa, foram investidos US$ 2,5 milhões. - Em contrapartida, tivemos um retorno de US$ 8 milhões, movimentando a economia e o turismo local - informou Sáa. - Agora em 2011, estamos investindo o dobro, ou seja, US$ 5 milhões - complementa o governador.

O evento é uma realização da Ganga Zumba Produções, que tem à frente o ator Antônio Pitanga, responsável pela concepção do projeto e sua implementação. Para operar toda a logística do espetáculo, a missão é da AMI7, empresa de produção que tem entre seus sócios Elmo José dos Santos, diretor de Carnaval da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro).


Fonte: Carnavalesco / Foto: Divulgação
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados