Canal Comunitário
Quarta, 17 de Outubro de 2018
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Governo quer implementar banda larga por menos de R$ 30
Ministro Paulo Bernardo afirmou que valor é possível caso estados não cobrem ICMS
Governo quer implementar banda larga por menos de R$ 30

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (foto), afirmou nesta sexta-feira (4) que o governo pretende massificar a oferta de acesso à internet em alta velocidade oferecendo o serviço por R$ 35. Caso os estados abram mão da cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o ministro disse que o valor pode ser inferior a R$ 30.

O aumento da oferta dos serviços, segundo o ministro, faz parte do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que tem o objetivo de massificar a oferta de acesso à internet em alta velocidade e promover o crescimento da capacidade da infraestrutura de telecomunicações do país. Ele participou nesta sexta-feira do Programa Bom Dia Ministro, produzido pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República e transmitido pela NBR TV.

Durante a entrevista, o ministro disse que além de buscar formas de diminuir o preço do acesso à banda larga, o governo pretende melhorar a infraestrutura. "Nós precisamos discutir o grande avanço que é fazer linhas de cabos de fibra ótica por todo o Brasil, além dos que já existem, para termos condições de nos equiparar com grandes países avançados em internet. É nisso que estamos trabalhando", disse.

Tablets
O ministro disse ainda que o governo estuda reduzir o valor dos computadores de prancheta com acesso à internet, conhecidos como tablets. "O governo está fazendo uma revisão de sua política industrial, inclusive das condições tributárias. Quer dizer, se você pode dar isenção para equipamentos, está na hora de fazer isso", afirmou.

Paulo Bernardo disse que se reunirá nesta sexta-feira com a Associação Brasileira da Indústria Eletroeletrônica (Abinee) para discutir a redução dos valores dos tablets. O ministro informou que no caso dos tablets, pretende repetir a experiência do governo Lula, que reduziu impostos para desktops e notebooks.

Os tablets, de acordo com o ministro, podem ser incluídos no programa Computador para Todos, que prevê a isenção fiscal de PIS/Cofins e concede linhas de financiamento para a aquisição de equipamentos de informática. "Vendemos 14 milhões de computadores no ano passado. Agora, vamos ver se incluímos o tablet no programa".

Transportes
O ministro confirmou que os Correios têm interesse em fazer parte de um dos consórcios que disputarão a licitação do projeto do trem de alta velocidade que ligará Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. "Topamos inclusive entrar com algum dinheiro se precisar", disse Paulo Bernardo.

O ministro disse que cerca de 450 caminhões fazem diariamente o transporte de volumes e correspondências para os Correios entre Rio e São Paulo. Segundo ele, a utilização do trem de alta velocidade pelos Correios para o transporte de correspondências poderia gerar redução de custos e mais eficiência. "É uma boa ideia. Falamos com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e eles estão discutindo", afirmou.



Fonte: Do G1, em Brasília / Foto: Wilson Dias/AB
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados