Canal Comunitário
Quarta, 20 de Setembro de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Presidente do Comitê de Londres conhece a Rocinha, no Rio
Sebastian Coe, que visita também o Maria Lenk, inicia intensa programação no Rio, elogia progresso da cidade olímpica de 2016 e fala sobre os preparativos para os Jogos de 2012
Presidente do Comitê de Londres conhece a Rocinha, no Rio

(Carlos Arthur Nuzman e o ex-judoca Flávio Canto apresentam a Rocinha. Foto: Alexandre Cassiano/Globo)

Para os jovens atletas que treinavam no Complexo Esportivo da Rocinha, aquele rosto e nome não pareciam familiares. Até sabiam que Sebastian Coe era o presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Londres-2012 (LOCOG, na sigla em inglês), mas não imaginavam estar diante de um bicampeão olímpico dos 1.500m em Moscou-80 e Los Angeles-84. Em visita ao Rio, ele pediu para conhecer um projeto social. Conversou com a turma do judô, natação e taekwondo, e os aconselhou a fazer tudo o que os técnicos mandassem durante os treinos. 

Logo depois, Sebastian Coe foi ao Parque Aquático Maria Lenk. Por lá, além de conhecer as instalações do Centro de Treinamento Time Brasil, também quis saber como anda a preparação de Cesar Castro, dos saltos ornamentais; Kaio Márcio Almeida, da natação; e Rosângela Santos, do atletismo. Desejou reencontrá-los em julho e disse ter ficado bem impressionado com o que viu em sua breve passagem pela cidade-sede das Olimpíadas de 2016.

- Estou impressionado com o espírito que já há aqui na cidade e satisfeito de ver tantos ex-atletas envolvidos no processo. Vi uma regeneração da cidade e, lá na Rocinha, que o esporte criou uma ponte na vida dos jovens. Hoje pude ver atletas muito jovens dividindo o espaço com outros mais experientes, alguns já medalhistas. Esta é a melhor forma de se utilizar uma instalação esportiva como uma verdadeira base de treinamento, mesclando jovens atletas e outros com resultados consolidados. O que sei é que vocês vão realizar Jogos Olímpicos fantásticos - disse.

Londres vem cooperando para isso. Desde o processo de candidatura, em 2009, o Comitê Organizador do Rio vem recebendo a ajuda e aprendendo lições com a equipe de Coe.

- A razão pela qual estamos aqui é porque somos amigos (referindo-se a Carlos Arthur Nuzman), uma amizade duradoura feita através do esporte e que é uma ponte criada entre as cidades para tantas outras coisas. A escolha do Brasil para receber os Jogos de 2016 foi certa. E quero parabenizar pelo progresso, porque não é fácil organizar os Jogos. Eu sei disso. Nós estamos a 130 dias da cerimônia de abertura, o que é equivalente a 18 segundas-feiras e ainda há muito a ser feito até lá. O que posso garantir é que seus atletas vão estar competindo em estádios cheios, diante de pessoas vibrantes e barulhentas.

Além de lembrar que a delegação brasileira irá treinar no Crystal Palace, local que também serviu de CT para ele nos tempos de atleta, o presidente do LOCOG ressaltou que Londres quer usar o evento para transformar o cenário urbano, mas também para transformar vidas e envolver o maior número de pessoas com o esporte.



Fonte: Danielle Rocha
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados