Canal Comunitário
Segunda, 23 de Outubro de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Carnaval do bilhão, por Cláudio Brito
Os números do carnaval superam qualquer mega sena acumulada. Prefeituras faturam alto durante a folia
Carnaval do bilhão, por Cláudio Brito

FOTO: Desfile do Cordão da Bola Preta, The Week e Fundição

Os números do Carnaval, no Rio de Janeiro, impressionam. Mais de 700 mil visitantes ocuparam 94% da rede hoteleira. Sapucaí lotada nas duas grandes noites e mais ainda na festa das campeãs, 3 milhões de pessoas brincando nos 465 blocos e bandas pelas ruas do Centro e da Zona Sul, a gaúcha Banda Saldanha entre elas e um resultado de mais de R$ 1 bilhão deixados em lojas, restaurantes, apartamentos particulares alugados, táxis, ônibus, vans de turismo e hotéis, mais o que ganharam operadoras de telefonia, companhias aéreas e outras prestadoras de serviço nesse período além da conta do bilhão.

No Sambódromo, comida, bebida, camisetas e outros produtos de recordação são vendidos em grandes quantidades. Enfim, se acrescentarmos cada centavo de tantas fontes, passaremos bastante do bilhão. A prefeitura, que investe pesado na organização dos festejos de rua e que faz, com a Liga das Escolas de Samba, os desfiles da Sapucaí, e o governo estadual fluminense faturaram alto, pois tudo rende patrocínios, taxas e impostos.

Foi na segurança pública que o Rio melhorou bem mais que os 20% da economia do Carnaval. As Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs, enxotam os barões do narcotráfico e devolvem a paz às comunidades. Coincidência ou não, o Morro da Formiga e a favela do Borel, onde vivem componentes da campeã Unidos da Tijuca, serão agora atendidos pelo policiamento que se aproxima dos cidadãos. Até a metade do ano serão 40 bairros ocupados, incluindo-se a Rocinha, deixada para mais adiante por ser a área maior, onde, antes da ocupação, vários traficantes estão em retirada, pois sabem o que os aguarda. A maior vitória do modelo adotado pela polícia militar do Rio é a sensação de paz que já se experimenta e refletiu-se na semana do Carnaval. Claro que houve crimes, alguns até contra turistas, mas em números bem menores que os dos últimos cinco anos. Sente-se no ar a euforia que se reproduziu nas multidões que seguiram os blocos e cordões. Isso vale bem mais que um bilhão.



Fonte: Claudio Brito - Jornalista
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados